Ver-o-Sol abre linha de Crédito para microempreendedores iniciantes – Ver-o-Sol

Ver-o-Sol abre linha de Crédito para microempreendedores iniciantes

Maria de Belém Pereira_Foto_Keilon FeioO Fundo Ver-o-Sol anunciou a abertura de linha de crédito para novos microempreendedores durante a certificação de 414 pessoas no último dia 21, no Sest-Senat, em Icoaraci. O microcrédito é de até R$ 5 mil. Para acessá-lo, é preciso estar sem restrições de crédito e ter um avalista. A nova linha de microcrédito atende a expectativa de 90% dos concluintes dos cursos, dos quais 100% pretendem investir em um próprio negócio.

 

Como o objetivo do Fundo Ver-o-Sol é incentivar a geração de emprego e renda por meio do empreendedorismo, a essência de cada curso é mostrar de que forma os futuros microempreendedores podem dar os primeiros passos. “Nossos cursos são voltados para o empreendedorismo. Por isso, nosso programa de capacitação prevê a inclusão digital, competências gerenciais e cursos em que eles mesmos são os detentores do serviço e, assim, possam ganhar o próprio dinheiro”, ressaltou a Coordenadora Geral, Maria de Belém Pereira.

 

Dona Maria de Fátima Lavareda, de 61 anos, aposentada, é uma das futuras microempreendedoras. Ela pretende investir no setor de alimentação. “Eu fiz o de Doces Finos e de Bolos Artísticos porque pretendo abrir um negócio pequeno para começar, mas precisava aprender mais, saber algumas técnicas, receitas e como se faz um negócio. A professora nos mostrou até como montar preço, organizar as contas. Isso é muito importante”, contou a aposentada.

 

Assim como Dona Maria, Josilene Santana de Melo, de 29 anos, também está alicerçando um futuro empreendimento. “Fiz o curso de Informática e de Arranjos Florais. Aprendi a fazer slides, planilhas, a organizar melhor as informações. Com o de arranjos, abri a mente para uma séria de possibilidades que estavam invisíveis para mim, como utilizar matérias-primas nossas, regionais, em composições simples e muito bonitas. Acho que esse é o caminho. Agora só falta o capital”, confabulou Josilente.

 

No primeiro semestre, o Fundo Ver-o-Sol certificou 2.345 alunos. Entre cursos, palestras e outras atividades, o setor de capacitação do Fundo atendeu cerca de 2.500 pessoas no mesmo período. Ontem, no Seste-Senat, foram os participantes dos cursos de Informática Básica e Avançada, Panificação, Serigrafia, Garçom, Bolos Artísticos, Doces Finos, Culinária Paraense e Arranjos Florais a receberem os certificados.

 

Crédito

 

De maneira geral, os interessados em acessar as linhas de microcrédito do Fundo Ver-o-Sol precisam ter um avalista e estar sem restrições de crédito. Para os já empreendedores, era cobrado um tempo de negócio de 6 a 12 meses e a participação nos cursos de Empreendedorismo e de Gestão Ambiental. Com a nova linha de crédito é possível que o microempreendedor tenha acompanhamento completo desde o início para a formação de um plano de negócio. “Montamos um programa especial para atender esse público, com publicações específicas e acompanhamento por meio da Consultoria Solidária”, explicou o Gerente de Crédito, Naldo Castro.

 

A Consultoria Solidária é um programa multiprofissional que visa orientar os microempreendedores para alcançar estabilidade no mercado. Por meio dessa Consultoria o Ver-o-Sol acompanha alguns microempreendimentos, com orientações que vão da organização administrativa às estratégias de marketing.

GALERIA
  • 53732_136816 (3)
  • IMG_7396
  • Students using a computer
  • ?????????.
  • images-2-650×400
  • Maria de Belém Pereira_Foto_Keilon Feio
  • 0053 – 20130703 – Foto_Keilon_Feio
VIDEOS
  • 53732_136816 (3)